Alexander Wang: depois de um inverno escuro, um verão claro e leve, como pede a tendência. O estilista misturou uniformes de operários com indumentária japonesa, sobreposições e uma leve desconstrução. Além de muito branco, tons pastel e uma divertida estampa de rabiscos, a primeira de sua carreira.

Joseph Altuzarra: entre um mix vasto, que ia dos anos 60 à geração techno, o resultado foram vestidos sexies, com fendas, assimetrias e detalhes de pele de cobra. Pantalonas e jaquetas curtas eram as peças mais comportadas dessa coleção que lembrou bastante Tom Ford na Gucci e Versace nos anos 90.

Z-Spoke: a segunda linha de Zac Posen (a principal será desfilada em Paris) mostrou bem o aspecto comercial que às vezes o designer deixa de lado com peças de tons vibrantes, vestidinhos rodados, calças corsário e boot cut, jeans e jaquetinhas fofas.

Lacoste: na coleção final de Christophe Lemaire antes de ir para a Hermès, as típicas referências ao tênis estavam lá, porém as linhas minimalistas, com toques de cores vibrantes mostraram o bom fôlego do desfile. Uma bela despedida.


 

Leave a reply

 

Your email address will not be published.